Image and video hosting by TinyPic

Magno Malta critica governo por se omitir sobre o Estado Islâmico

O senador Magno Malta (PR-ES) reclamou no plenário desta terça-feir
a (24) da falta de posicionamento do Governo brasileiro diante de duas situações internacionais: os ataques do Estado Islâmico contra cristãos e a violação dos direitos humanos na Venezuela.

O discurso foi feito em resposta ao pedido da senadora Ana Amélia (PP-RS) que pedia ao governo que se posicione a favor da democracia na Venezuela e no Mercosul.

Malta resolveu estender a conversa para outros temas omitidos pelo Itamaraty. “Onde está a Secretaria de Direitos Humanos, porque o Estado Islâmico mata e recebe solidariedade. A presidente faz discurso na ONU e diz que é preciso buscar o diálogo, com terroristas?”, questiona.

O senador evangélico critica a falta de posição do governo, que mesmo diante da divulgação de casos como dos cristãos egípcios degolados na última semana não emitiu nenhuma nota de repúdio.

O caso do embaixador da Indonésia que teve sua credencial recusada pela presidente Dilma também entrou na pauta de Magno Malta, assim como a falta de um posicionamento a respeito das violações de direitos humanos cometidas pelo governo da Venezuela.

“Todo democrata, todos aqueles que amam a vida deveriam se manifestar. Oras, se é ideologia bater palma para terrorista e se é ideologia se calar quando há ação de ditadores contra a população está respeitado, mas aqueles que não acreditam nisso precisam se manifestar. Vai aqui o meu repúdio a toda essa ação antidemocrática”, disse.
Share on Google Plus

About Levitas Newss