Image and video hosting by TinyPic

Cartunista do Charlie Hebdo não fará mais charges de Maomé

O cartunista Luz, do jornal satírico Charlie Hebdo, garantiu que a publicação francesa não irá mais fazer charges com o profeta Maomé. A decisão foi anunciada na semana passada, mais de quatro meses após o atentado terrorista que matou 12 pessoas na redação do jornal.

“Não vou desenhar mais a personagem de Maomé, ele não me interessa mais”, disse Luz que não é o único profissional responsável pelos desenhos.

Após os ataques do dia 7 de janeiro a publicação francesa voltou a usar a imagem do profeta Maomé, figura sagrada para os muçulmanos. Na edição, uma caricatura de Maomé aparecia com um cartaz nas mãos que dizia: “Eu sou Charlie” e “está tudo perdoado”.

Essa publicação rendeu inúmeros protestos, países muçulmanos se revoltaram contra o jornal e os ataques foram direcionados para os cristãos. No Níger mais de 70 igrejas e instituições coordenadas por cristãos foram atacadas, dezenas de pessoas morreram e muitos ficaram feridos. Com informaçõesG1
Share on Google Plus

About Levitas Newss