Image and video hosting by TinyPic

Três Guerreiros São Mortos Em Quixadá


Os policiais militares identificados como cabo Joel, soldado Antônio Alves e sargento Guanabara foram mortos no começo da noite de ontem ao tentar impedir assalto a carro-forte, no distrito de Juatama, em Quixadá (a 158 quilômetros de Fortaleza). A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) confirmou a morte de três policiais, mas não especificou os nomes das vítimas.

De acordo com a Associação dos Cabos e Soldados do Estado do Ceará, com as três mortes, sobe para 14 o número de policiais mortos no Ceará neste ano. O número do primeiro semestre deste ano já é o mesmo de todos os casos registrados em 2015.

Conforme a SSPDS, no início da noite de ontem, dois policiais militares foram feitos reféns e liberados em seguida, sem ferimentos. Um quinto policial militar foi ferido na perna e encaminhado ao Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza. A Polícia continua o cerco na região em busca dos criminosos. Um helicóptero da Ciopaer (Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas) esteve na aérea e reforços de policiais também foram deslocados para o local, divulgou a SSPDS.

O POVO apurou que a quadrilha estava se reunindo para fazer um assalto a carro-forte. As patrulhas da PM receberam a informação de uma movimentação estranha e, quando chegaram ao local, foram recebidos a bala. Os bandidos usavam uma Hilux na ação criminosa e chegaram a colocar um caminhão para bloquear a via.

Um áudio que seria de um dos policiais feridos na ação mostra angústia do militar ao ver os companheiros mortos. “Estamos na estrada Joatama. Estamos baleados. O Antônio Filho está morto. O Joel está aqui morrendo e eu levei um tiro na perna. Estou sangrando muito. Vem para a estrada da Joatama, cara, socorrer a gente”, pedia o policial que não foi identificado.

Cerco
De acordo com o sargento Nácelio Gondim, do Comando Tático Rural (Cotar), do Batalhão de Choque, as patrulhas estavam no pé da serra chamada Pedra dos Ventos, onde as pessoas costumam fazer voos de parapente. Ele ressalta que o lugar foi a última localização em que os suspeitos foram vistos. Gondim disse que duas viaturas do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) e duas do Cotar, além do policiamento ostensivo. Outras patrulhas eram aguardadas. A equipe passaria a noite inteira em busca dos suspeitos, em diligências ininterruptas e que só sairiam do lugar quando encontrassem os responsáveis pelo crime, garantiu Gondim.

O secretário-adjunto da SSPDS, coronel Lauro Prado e o comandante da Polícia Militar do Ceará, Giovani Pinheiro da Silva se deslocaram até Quixadá para atuar na força-tarefa. O governador Camilo Santana (PT) anunciou, em sua página oficial no Facebook, que não descansará enquanto as quadrilhas não forem presas ou expulsas do CE. “Determinei uma força-tarefa para atuar imediatamente no cerco em toda a região no sentido de prender cada um dos criminosos”, divulgou.

O governador também lamentou as mortes. “Encerro este mesmo dia com a profunda tristeza de receber a informação de que três guerreiros da nossa gloriosa PM tombaram sem vida durante um confronto com bandidos”, ressaltou.

Saiba mais

Mortos em 2016
Hudson Danilo Lima Oliveira, 26, foi morto em 7/1
Augusto Huebster Rabelo Félix, 27, morto em 12/2
Francisco Wellington da Silva, 43, morto em 18/4
Benedito Gomes Assunção, 53, foi morto em 19/1
Carlos Herbênio Almeida Bezerra, 37, morto em 19/2
Antônio Anderson do Nascimento, 25, morto em 7/5
José Eudes da Silva Monte, 46, morto em 26/1
Alisson Paulinelly Medeiros de Mendonça, 28, morto em 6/4
José Roberto Lemos, 25, morto em 8/5
Evandro Alves Ramos, morto em 23/5
José Farias do Nascimento, morto em 10/6
Cabo Joel, soldado Antônio Alves e Sargento Guanabara, mortos 30/06

Share on Google Plus

About Levitas Newss