Image and video hosting by TinyPic

Seleção Brasileira sofre primeira derrota e Estados Unidos ressurgem no vôlei masculino

A Seleção Brasileira Masculina de Vôlei conheceu, na noite desta quinta-feira, sua primeira derrota nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. No Maracanãzinho lotado, o time da casa não foi páreo para os Estados Unidos, que venceram a equilibrada partida, por 3 sets a 1, com parciais de 25/20, 25/23, 20/25 e 25/20.

O maior pontuador do duelo foi o norte-americano Matthew Anderson, com 23 tentos, sendo todos eles de ataque. Pelo lado verde e amarelo, o oposto Wallace foi quem mais colocou a bola no chão: 15 vezes no total, uma a mais que o central Lucão, outro destaque do time nacional.

Com o resultado, o Brasil fica em terceiro lugar do Grupo A, com seis pontos ganhos, três a menos que a líder Itália. Já a equipe norte-americana conheceu sua primeira vitória no Rio 2016, já que havia perdido para Canadá e Itália nas rodadas anteriores, e soma seus primeiros três pontos.

No entanto, os Estados Unidos seguem na quinta posição, porque perdem para os canadenses no saldo de sets. Apenas os quatro melhores de cada chave avançam às quartas de final. Neste momento, os brasileiros, bicampeões olímpicos, enfrentariam a Argentina na fase de mata-mata.

Será, justamente, contra os italianos que o time comandado por Bernardinho buscará a recuperação, neste sábado, às 22h35 (de Brasília), novamente no Maracanãzinho. Já os Estados Unidos duelarão contra a França, no mesmo dia, mas às 17h05.

O jogo

Logo no primeiro ponto, Brasil e Estados Unidos deram uma pequena mostra do que seria a partida. Serginho salvou uma bola difícil no fundo de quadra e depois os brasileiros ganharam o ponto no bloqueio de Lucão. Apesar disso, os norte-americanos abriram 4 a 1 e colocaram pressão nos donos da casa.

O Brasil se recuperou, conseguiu tirar a vantagem e equilibrou o jogo, mas depois permitiu que os Estados Unidos descolassem no placar outra vez. Forte no ataque, principalmente com Anderson, e sólido na defesa, os EUA abriram e sustentaram cinco pontos de diferença até o final do set, vencido por 25/20.

A segunda parcial também começou equilibrada, com as duas equipes se alternando na pontuação. Os Estados Unidos chegaram a abrir três pontos no início, mas o Brasil rapidamente reagiu. Os norte-americanos deslancharam na parte final do set e voltaram a comandar o marcador, mas os brasileiros não desistiram e foram buscar. O set ficou empatado em 22 a 22, até que Christenson fez um ace e Evandro foi bloqueado. Com o ponto decisivo, Russel botou no chão e aumentou a vantagem.

Com a obrigatoriedade de vencer a terceira parcial para seguir com chances na partida, os jogadores brasileiros seguiram os conselhos de Bernardinho e melhoraram defensivamente ao mesmo tempo em que foram mais eficientes no ataque. O clímax do set ocorreu no 24/19 favorável ao time da casa, que, após um rali incrível, sofreu o ponto, que não evitaria a vitória brasileira na terceira parcial por 25/20.

Os norte-americanos, então, acordaram e acertaram a postura defensiva, abrindo 10/5 com facilidade. A Seleção Brasileira tentou reagir, mas quase todas as bolas eram esbarradas pelos defensores adversários, cansando o time da casa, que não conseguia encostar no placar.

Na parte final do quarto set, os Estados Unidos abriram 19/14, explorando os erros de recepção dos mandantes, nervosos em quadra. Por fim, bastou para os norte-americanos manter o ritmo intenso, com ataques agressivos, para liquidar a partida e conquistar a primeira vitória no Rio 2016, com 25/20 na quarta e última parcial.
Share on Google Plus

About Levitas Newss