Image and video hosting by TinyPic

GOVERNO DESCARTA RISCO DE CONTAMINAÇÃO POR ALIMENTOS ADULTERADOS

Não há risco de os consumidores serem contaminados por eventuais carnes estragadas comercializadas nos supermercados. Pelo menos é o que diz o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Segundo o secretário de Defesa Agropecuária, Luiz Eduardo Rangel, todos os alimentos identificados pela pasta não oferecem problemas.


“A carne que por ventura foi comercializada não oferece riscos dos apontamentos sanitários avaliados”, declarou Rangel neste domingo (19/3). Ele assegura que, a partir de hoje, o ministério poderá recolher dos comércios supermercadistas os produtos que possam ter sido adulterados. “Todo o sistema de rastreabilidade do ministério pode fazer o que chamamos de recolhimento eventual de um produto através de análises que ocorrerão a partir de hoje”, afirmou.


O secretário se reúne neste momento com o presidente Michel Temer e outros integrantes do Mapa para discutir a crise instaurada pela Operação Carne Fraca. Às 15h, o presidente recebe representantes do setor de produção de proteína animal, além do presidente da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), João Martins.

Às 17h, Temer se encontra com embaixadores de países consumidores da carne brasileira. O governo está preocupado com a repercussão negativa da operação e o impacto que ela poderá ter na exportação dos produtos. Rangel reforça que, por hora, os países aguardam uma comunicação oficial do governo federal. “Depois das informações, verificaremos caso a caso, para todos os países terem uma comunicação oficial”, destacou.
Share on Google Plus

About Levitas Newss