Image and video hosting by TinyPic

IGREJA PERSEGUIDA Tajiquistão: Pastor é preso e condenado em falsa acusação




O pastor Bakhrom Kholmatov foi preso sob a falsa acusação de extremismo no Tajiquistão, país localizado na Ásia Central. Ele foi condenado a prisão. O advogado de defesa chegou a apelar da decisão, mas o pedido foi negado. De acordo com a sentença, o pastor deverá cumprir pena de três anos sob acusação de extremismo e ódio religioso.

Após a negação do apelo, o pastor disse: “Não se preocupem comigo, apenas continuem orando por mim e pela minha família. Eu sabia que poderia pagar um preço por seguir a Cristo e por meu ministério, e o faço agora. Estou pronto para passar por isso. Estou pronto para estar na prisão pelo nome de Cristo e cumprir minha sentença”.

Tajiquistão

Dos países que compõem a região da Ásia Central, o Tajiquistão é um dos mais pobres e também o único com o idioma nacional persa.

Cerca de 20% da população trabalha na Rússia e no Cazaquistão. Culturalmente a nação tem mais afinidade com o Irã e o Afeganistão. O governo impõe uma legislação cada vez mais restritiva, inclusive em matéria de religião.

A pressão sobre os cristãos, principalmente os ex-muçulmanos convertidos ao cristianismo, é cada vez maior. Eles enfrentam ataques, ameaças, prisões e multas, principalmente quando a igreja não é registrada.

As comunidades de cristãos estrangeiros ou imigrantes e as comunidades cristãs históricas experimentam a perseguição em menor grau, e conseguem evangelizar ativamente. O país que ocupava o 31º lugar na Lista Mundial da Perseguição, em 2016, desceu para a 35ª posição, em 2017.

Pedido de Oração: Ore por esse corajoso pastor. Peça a Deus que guarde sua fé, emoções, saúde física e espiritual. Ore também pela esposa e filhos. Clame tanto pela segurança da família, quanto a do pastor encarcerado.
Share on Google Plus

About Levitas Newss